A arte de ser dúbio

Um tipo de personagem que sempre agrada ao público é aquele que não se consegue definir seu caráter... Aqueles dúbios, que não importa para onde trama caminhe, você nunca vai estar certo do que acontecerá com ele...


Eu não saberia dizer se esse tipo de personagem é o meu preferido, mas, por eles serem tão intrigantes, eu admito que eles chamam muito a minha atenção. Quer exemplo?

Filmes recentes, minha memória não é essas maravilhas todas... O assassino esquisito de "Onde os fracos não têm vez", tá bom que todo mundo sabia que o cara tinha sérios problemas e que era um louco assassino desde o início... Mas, ele sempre me passou dualidade por sua falta de motivação aparente para os crimes que cometia. Há diálogos um tanto filosóficos no filme que justificariam melhor esse meu "achismo". Podemos citar também a "Mary", personagem da "Charlize Theron", em "Hancok". Mas, nesse caso, a intenção de dualidade é óbvia, tão óbvia que soou falsa. Péssima a personagem...

Mas, um bom exemplo de dualidade que funcionou é o personagem do Matthew Fox... Não, não. Eu não falo do Jack de "Lost", até porque esse sempre foi transparente. O máximo de dúvida que eu tive quanto a sua índole, durante todas as temporadas da série, deve ter durado dois minutos no máximo. Eu falo, na verdade, do seu personagem em "Speed Racer", o "Corredor X", que por mais suspeitas que tivéssemos, a certeza de que ele era o irmão do "Speed" (sintam minha intimidade) só ocorreu no final do filme. Além de que demora-se um pouco para se entender o verdadeiro caráter do "Corredor X".
Mas, com certeza, o prêmio de personagem mais dúbio de todos os tempos vai para...

O "Ben" de "Lost", é claro! É um dos meus personagens favoritos! Não importa o quanto eu pense que ele "escolheu" o seu lado da história, ele sempre, sempre surpreende. Tentaram fazer isso com a "Juliet" durante um tempo, mas pararam e ela ficou meio chata...

Essa "introdução" toda foi pra falar que eu estou acompanhando, quase que assiduamente, a novela "A favorita". Ehehehehe! E apesar, dela ter aquelas coisas típicas de novela, que repetem a mesma história por vários capítulos, pra que ela dure oito meses; de boa parte do texto ser irritantemente óbvio e ruim... Eu, ainda assim, sou capaz de dizer que a novela é boa. Tem um elenco legal, mas, não é só isso que me faz assisti-la.

O mais legal da novela são suas protagonistas, porque por mais que se tente deixar a personagem da "Cláudia Raia" como a má e a da "Patrícia Pillar" como a boazinha, a dúvida sempre fica no ar... São personagens mais reais, com defeitos mais verdadeiros... Tanto, que no final das contas, o que se quer saber mesmo não é quem matou o fulano lá ex-marido da "Donatela"... e sim quem é a verdadeira vilã da história. E isso é legal... Admitam!

Eu vou parar por aqui, antes que eu seja expulsa do blog por falar de novela... Até porque tenho que começar o processo de desapego, porque as férias tão acabando, aí adeus novelinha. kkkk

Bjus
Taty
=)

5 comentários:

mariasamara disse...

O dúbio realmente é uma artimanha a ser aplicada na ficção. Costumam serem os personagens mais interessantes, quando não se tornam caricatos, a linha é tênue.
Agora, quanto a novela, nao posso comentar nada, pq nunca vi nem uma chamada inteira...rs

Mateus Cardoso disse...

Então, eu gostei disso nos capítulos que assisti, mas outro dia, tava no supermercado e vi na capa de uma dessas revistas de fofoca que em Agosto o autor vai revelar quem das duas é a real vilã... porque apesar de tentar inovar, novela, é sempre novela, e o maniqueísmo reina!

E quanto aos outros personagens... eu nunca achei que o corredor X fosse ruim, e eu sempre gostei da Julliet não só por ela ser dúbia, mas porque mesmo depois disso, a capacidade dela de mentir ainda é fantástica!

Myrianna Coeli disse...

ora, ora, quem diria!

rsrsrsrsrsr

Taty Macoli disse...

É... Eu fiquei sabendo que várias mudanças ocorreriam na novela pela audiência estar bem baixa. Normal isso... Mas, eu achei essa novela legal, pq é tipo: nem tudo está perdido, saca? Depois de várias se repetindo e se repetindo, tentaram inovar um pouco. E eu sei que foi só um pouco.

A juliet não me desce, mas acho q isso tem a ver mais com o fato de eu torcer pela Kate. Ehheheeheh

E quanto ao Corredor X o que eu acho legal da forma como contruíram o personagem vem muito da contribuição do Matthew Fox mesmo, pq pra quem já conhecia Speed Racer, como eu já conhecia, esse personagem era muito óbvio, antes do filme começar já sabiámos o que ia acontecer. Mas, o filme o deixou misterioso, não mau, mas sem nos dar certeza do que os seus atos realmente pretendiam... E com esse detalhe o filme ganhou muitos pontos comigo.

bjs
Taty =)

.Noites que não dormi. disse...

Bom, eu também acompanho a novela e é essa dúvida que mais me chama a atenção, é realmente muito interessante, eu acho a personagem da Patrícia Pilar muito esperta comparada a da Claudia Raia, mas veremos...
beijos

 
Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul .