Capitu

Tatuagens, walk mans, celulares, é inimaginável que esses elementos estejam em cena em um clássico como Dom Casmurro, não é? É. Até o início deste mês poderíamos responder prontamente e até com um ar de zombaria a quem levantasse tal questionamento, mas com a estréia de Capitu, a microsérie da Globo exibida em 5 capítulos (09/12 à 13/12) fomos presenteados com o absurdo, com o atemporal. Capitu, bem como A minissérie “Hoje é Dia de Maria” estão aí pra provar que os índices do IBOPE não podem reger as produções da TV brasileira e que fugir do óbvio e da mesmice podem resultar em produtos midiáticos de qualidade e não apenas mais um fruto da industria cultural generalista. Interpretações genuínas do atores Michel Melamed (Bentinho) e da Leticia Persiles (Capitu) enchem os olhos e quase fazem não percebermos o quanto o personagem de Capitu perde na 2º fase ao ser interpretado por Maria Fernanda Cândido, fase na qual a protagonista está em sua fase adulta e onde a dúvida trazida do livro é reafirmada na minissérie: a traição ou não com o melhor amigo de Bentinho, Escobar. O diretor, Luiz Antonio Carvalho, acertou na escolha desses novos talentos que deram vida e contemporaneidade ao romance centenário de Machado de Assis, sem contar a fotografia, trilha sonora e cenário, que resultaram em junção inusitada, porém arrebatadora. E que viva (por mais que seja um início tímido) a fuga do óbvio!
Bjokas
Débs
=)

3 comentários:

Daniel Herrera disse...

Capitu foi foda! Mas talvez justamente não ser um produto midiático assim tão lucrativo é que essas produções diferentes sejam mini/micro-séries. De qualquer forma, se se transformassem em algo maior, como uma novela, certamente perderia a graça.

Ah, e a trilha sonora foi uma atração a parte, ficou muito boa mesmo. :)

THIAGO PAULO disse...

Olá...primeiro gotaria de agradecer ao comentario...valeu mesmo!

Sobre Capitu, eu sou um leitor de Machado de assis, e adorei essa adaptação...acho que foi muito fiel ao livro.
Sobre o lance do IBOPE, eu acho que o alternativo e muito melhor que o comercial.

Então é isso...abraços e Feliz Natal!

deban_bee disse...

Concordo com vc Thiago. o problema é que o lucro comanda a televisão e ele ainda está acima da qualidade. e Daniel, tb acho que se virasse novela iria perder o charme, até porque o ritmo dinâmico, sem toda aquela enrolação das novelas, contribuio bastante para o resultado.Mas com certeza poderia haver mais de um por ano, né? hehehe.

Bjokas

 
Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul .