What a feeling!!!

Oi!!!!

Depois de um carnaval agitado estou de volta e o filme de hoje é um bem malhado: Flashdance!!!
Quem nunca viu esse filme pelamordedeus? Quem nunca ensaiou as músicas na escola? Tá essa pode ser mais difícil, mas eu meio que participava de um grupo que organizava coreografias para apresentar nas festas da escola. Mico total, é claro! Mas, éramos pops no colégio, fazer o quê. Pena que tô sem nehuma foto pra vocês. Ei, mas isso aconteceu quando eu tinha de uns 08 a 10 anos, não mais do que isso, eu pago mico mas tem a idade certa pra cada um, né mesmo?! rsrsrs

Sim, mas vamos falar do filme. A história todo mundo conhece, mas para os jovens de hoje em dia, segue a sinopse: Uma garota persegue o sonho de ser bailarina, nesse meio tempo passa por muitas dificuldades que quase a fasem desistir. Mas, ela persiste sempre. Certo, essa sinopse está horrível, mas, sinceramente, não soube como falar em mais de duas linhas sobre a história do filme.

O musical é um clássico da década de 1980. Para mim, é um daqueles filmes que só funcionam na época. Assisti uns meses atrás e fiquei me perguntando: o que foi que eu vi neste filme? Depois de pensar muito, percebi que a idade influenciou muito e por ter visto, depois, vários filmes com a mesma temática, acabou que ao rever achei um pouco batido. Mas nem se desesperem, porque o filme é clássico e como tal influencia ainda hoje os filmes do gênero e tem cenas inesquecíveis e que não tenho como negar que ainda me "emocionaram". Lembram da cena, logo no início, em que ela está se apresentando e cai a água em cima dela? Clássico não? Vários filmes fazem referência a esta cena. Outra que é inesquecível é quando ela se apresenta para a banca, muito massa! Dá vontade de dançar, não vou mentir! rsrsrs

Algumas coisas a acrescentar: o filme foi dirigido por Adrian Lyne (Infidelidade, Atração fatal, 9 e 1/2 semanas de amor); foi produzido por Jerry Bruckheimer (CSI, Pearl Harbor, Piratas do Caribe); Jennifer Beals, protagonista do musical, não teve tanto destaque em outros filmes mas particpou de O grito 2, O júri e um ano depois de Flashdance fez A prometida o que a fez ser indicada ao framboesa de Ouro. Que decadência, não é mesmo? E quem imaginava ou recordava que o Bruckheimer começou sua carreira com Flashdance?

Tem um babado que não sei se é real, mas tá na wikipédia. A história do filme foi baseada na história real de Maureen Marder. Ela recebeu incríveis US$ 2.300,00 (isso mesmo!) pra que a história pudesse ser utilizada no filme. Depois disso, J Lo fez um clipe com coreografia do musical e ela tentou processar a Sony, mas nada conseguiu. Lembrando que o filme arrecadou US$ 150 milhoes e ela só... Ela tentou pegar em mais dinheiro, mas nada conseguiu. É triste, mas fica de lição. Se alguém quiser filmar a sua vida, peça muito, assine um contrato que te favoreça, please!

Dêem uma olhadinha no clipe da J Lo (não é grande coisa, mas é uma cópia do filme). Percebam como falta a graciosidade da Jennifer Beals.

No mais só tenho a dizer que o filme apesar de hoje não achar grande coisa, fez parte da vida do pessoal dos anos 80 que adorava Sessão da Tarde/Cinema em casa*. O que recomendo é que a trilha sonora realmente é muito massa, ainda vale a pena ouvir, com certeza! Aliás, tô ouvindo e batendo o pezinho, sabem como é, né?

Por essa semana é só fiquem com dois pedacinhos do filme pra vocês (desculpem a qualidade, mas no youtube não tinha tanta coisa boa e nem tive tempo pra upar do filme que eu tenho em casa. É isso mesmo, apesar de tudo eu tenho o DVD, adoro as músicas, heheheeh)





bjú

Myrianna

* Porque a Sessão da Tarde não passa mais nenhum clássico? Ou será que os clássicos de amanhã será Bethoven e as outras porcariazinhas que passam hoje em dia? Meu Deus! Se for assim, o mundo está perdido!

3 comentários:

LAMONIER ARAÚJO disse...

muito bom esses videos... e muito bom esse blog!

Taty Macoli disse...

Criatura, a Jennifer Beals é uma das protagonistas de "The L Word" que passava na warner e inclusive é uma boa atriz.
O núcleo que ela participava (a série acabou na 6ª temporada) era o mais legal e o mais polêmico, porque tratava de preconceito racial, adoção de crianças por casais homossexuais... Com certeza era o núcleo mais complicado e ela segurava bem o personagem.

Tem gente que nem sabe, mas a série não é pornô. ehheheheh E tem um roteiro muito bem escrito.

beijos

Taty

Myrianna Coeli disse...

Ah! Eu não via The L Word. Vi só episódios soltos e realmente nem me toquei que ela tava lá. Que bom que ela participou de alguma coisa boa depois de flashdance, porque tem muito ator que fica famoso num filme e some.

bjs

 
Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul .