Big Love: notas de uma retardatária

Quem nunca viu Big Love? Não sabem o que estão perdendo! Eu tinha visto ano passado os 5 primeiros episódios da série, mas nunca continuei a vê-la. Falta de tempo, sei lá o quê. Mas, no nosso último podcast comentamos sobre o início da terceira temporada e eu vi o que eu estava perdendo: uma série maravilhosa! Então resolvi baixar a primeira temporada completa pra vê-la em ritmo de maratona. Não deu outra: tô aqui me tremendo pela segunda, mas tenho que sair de casa daqui a pouco. :(

Pra quem ainda não conhece, a série conta a história de Bill, suas três esposas e seus sete filhos. Sendo uma família típica que segue os princípios e valores dos Mórmons e que vivem em uma relação poligâmica.


Com esse tom já percebemos que eles vivenciam muitos desafios, mas tudo em nome de um amor que é muito difícil de encontrar nos dias de hoje. Não estou defendendo aqui o estilo de vida poligâmico, nem os mórmons e nem nada. Cada um faz o que quer da vida e não tenho autoridade nenhuma pra julgar as pessoas. O que quero dizer é que, através dessa história, os roteiristas mostram que o amor é importante e que as relações humanas só são possíveis quando esse amor existe em nós.

Na primeira temporada acompanhamos o dia a dia dessa família e como eles passam por problemas que nós também passamos: infidelidde, brigas conjugais, preconceito e discriminação, descobertas sexuais na adolescência, questionamentos religiosos, disputas no mundo dos negócios, vaidade, dúvida e muito mais. Só assistindo pra poder perceber o quão rica é esta série. Mas gostaria de destacar aqui 4 momentos marcantes pra mim nessa primeira temporada:


1. O caso entre Bill e Barb: apesar de casados os dois vivenciam um tipo de affair. Os dois passam a se encontrar escondidos dos outros por pura necessidade de uma maior presença de um na vida do outro. Isso seria egoísmo? Seria natural? O fato de terem que viver mentindo pros outros membros da família fazem eles refletirem sobre a vida que ambos escolheram e acabam decidindo acabar com os encontros às escuras.


2. Batismo de Margene: durante todo o episódio "The Baptism", Margene fica em conflito com a sua decisão de ser poligâmica. Mas, no final do episódio enquanto a filha de Bill e Barb está sendo batizada na piscina do quintal da casa deles, Maggie entra na piscina e declara o seu amor não só a Bill, mas à toda família e decide ser batizada também. Confesso que achei a cena muito linda. Quase chorei.


3. Ben, filho de Barb e Bill, tem uma namorada que o está pressionando para que eles avancem no relacionamento. Isso faz com que ele questione se ela é certa pra ele, se ele deve perder sua virgindade e quebrar com um dos princípios de sua religião. Mas, ele acaba decidindo atender aos desejos de sua namorada e aos seus próprios impulsos e se arrepende amargamente quando acontece. Ele fica tão desesperado que reza (ou ora, sei lá) pedindo perdão. Deu muita pena!


4. Nikki: quando Barb é eleita uma das três melhores mães de Utah (EUA), Nikki é uma das que são contra a participação dela na votação, pois isso poderia colocar em risco à família, as pessoas poderiam descobrir a verdade sobre eles ou então, no mínimo, eles teriam que viver uma mentira. Afinal, não iriam escolher uma mãe poligâmica como a mãe do ano, não é mesmo? Então ela comunica que não irá à cerimônia, o que deixa todos tristes, mas no último momento quando todos estão arrumados Maggie diz que tem uma surpresa: Nikki está toda arrumada, sem as suas roupas da comunidade mórmon e diz que vai à cerimônia. Pela primeira vez vemos a personagem fazendo algo realmente amoroso. Adorei!



Bem pessoal, esse post acabou se extendendo mais do que eu pensava, mas fica a dica para vocês: assitam Big Love! É muito bom! Assim que eu chegar em casa vou começar a ver a 2ª temporada que pelo promo abaixo deve ter sido ótima!



bjú

2 comentários:

Hugo disse...

Há muito tempo que não tenho HBO e ainda não tive oportunidade de assistir a série. As críticas são boas e o enredo é no mínimo diferente.

Até mais

Myrianna Coeli disse...

Eu tb tô sem HBO e tô baixando mesmo. Vale a pena. Vou começar a ver a 2ª temporada agora e assim q eu terminar vou postar algo por aqui.

vlw pela visita!

Té mais!

=)

 
Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul .