The Big Bang Theory 03x05 "The Creepy Candy Coating Corollary"



Mesmo com a participação de Wil Wheaton, interpretando a si mesmo, tivemos um episódio de The Big Bang Theory apenas bom, no meu ponto de vista. Nele, Sheldon e Raj participam de um torneio do jogo Guerreiros Místicos de Ka-ah. Raj está interessado no dinheiro e Sheldon em se vingar do ator de Star Trek: the next generation (Wheaton). A outra trama envolve Howard, Leonard e Penny. Desta vez, ela escolhe uma amiga para sair com Wolowitz a pedido de seu namorado. São histórias simples e interessantes, mas que desta vez, não foram tão hilárias quanto as anteriores.

Quando o episódio começa vemos todos, exceto Sheldon e incluindo Penny, jogando Guerreiros Místicos de Ka-ah. Logo que vi lembrei do episódio em que Penny fica viciada em jogos online, lembram? Pensei que iria seguir essa linha, mas não. Na verdade ela não gostou nem um pouco do jogo. As caras e bocas dela ao tentar entender aquilo são ótimas. Não preciso nem dizer, a personagem (e a atriz, claro) dá show, mesmo em cenas pouco relevantes.

Antes de falar sobre a história envolvendo Sheldon, que foi a melhor, vou falar um pouquinho sobre o que aconteceu com Leonard, Penny e Howard. O rumo que as coisas estão levando não está sendo legal. Depois que Leonard e Penny começaram o relacionamento, separaram o grupo em dois, ficando sempre Raj e Sheldon de um lado, e de outro, os demais personagens. Acho pouco produtivo e com o tempo, desgastado.


Nesse episódio, Wolowitz cobra a Leonard um pacto que fizeram em 2004. Eles combinaram que se algum deles arranjasse uma namorada “gostosa” (nos termos deles, não gosto muito dessa palavra), este teria que tentar arrumar uma amiga dela para o que ficou sobrando. Nesse caso, Leonard está devendo uma amiga à Howard. Sem saber como pedir isso a Penny, ele decide perguntar em um momento não tão propício, mas mesmo assim ela chama uma amiga, que estuda microbiologia, para um jantar com ela, Leonard e Wolowitz.



O jantar é um desastre. Howard continua sem jeito para as mulheres, mas neste caso é ainda pior. Ele se esforça para encontrar um assunto em comum, mas nada parece agradar sua companhia. Porém, nem tudo está perdido! Finalmente eles conseguem descobrir algo que agrada os dois: o difícil relacionamento com ambas as mães. Cada história é mais absurda que a outra. E pelo jeito as coisas vão continuar entre eles. Só não sei até quando.

Dessa trama só se salvou os comentários absurdos dos personagens Wolowitz e Bernadette. As coisas que suas mães faziam e ainda fazem foram muito divertidas. Palmas para os roteiristas que têm uma criatividade incrível.

Com relação a Sheldon e Raj, não foi tão divertido como no episódio anterior, mas foi garantia de umas boas risadas. Raj tenta convencer Sheldon a participar do torneio de Guerreiros Místicos de Ka-ah na loja de quadrinhos de Stuart. Ele nega, mas quando descobre que seu arquiinimigo Wil Wheaton participará, acaba cedendo e começa sua trajetória em busca de vingança.

O mal que Wheaton fez? Em 1995 teve um encontro de trakers que fez Sheldon viajar 10 horas de ônibus em busca de um autógrafo de Wil. O problema é que este não apareceu e a partir daí Sheldon jurou vingança.

Jim Parsons continua com uma atuação impecável. A forma como ele demonstra sua ira é perfeita. E aqui, mais uma vez, tenho que dar parabéns aos roteiristas que ou são muito nerds ou fazem uma pesquisa extensa para elaborar as frases cheias de referências de Sheldon.

Duas coisas muito engraçadas nesta parte da história: a primeira foi quando Wheaton pergunta a Stuart o problema de Sheldon que acabou de falar em Klingon. Ele apenas responde: “não sei, mas cada um de nós tem uma teoria”. Você tem alguma teoria?



Logo depois temos o duelo tão esperado entre Sheldon e Wheaton. Quando ele já está para ganhar, Sheldon explica o porquê de querer vingança. Wheaton então explica que não foi ao encontro em 1995, pois sua querida avó tinha falecido. Isso amoleceu o coração do seu oponente e ele acabou vencendo. O bom (ou pior) foi quando ele revela que sua avó ainda está viva e fez aquilo só pra ganhar de Sheldon que caiu direitinho naquela história.  Mais uma vez conseguiram superar nosso nerd favorito! Parece que nessa temporada escolheram testar a superioridade dele a todo custo.  Até pode ser engraçado, mas acaba deixando algumas características peculiares de lado.

Gostei bastante da participação especial de Wil Wheaton, mas isso me fez pensar em uma coisa: quando será que veremos Leonar Nimoy na série? Nem que seja no útlimo episódio ele tem que aparecer! Qualquer coisa organizamos uma petição, já que essas coisas estão na moda e geralmente dão algum resultado. Mas, vocês podem imaginar como seria o encontro entre Nimoy e Sheldon? Seria a melhor coisa da série, com certeza!



Apesar de ter sido um episódio bom, acho que separar os personagens em dois grupos não está funcionando. Desde o início da temporada ficamos com uma história bem legal, sempre envolvendo Sheldon e outra mais fraca com os outros personagens. Espero que na próxima semana tenhamos um episódio par desfazer os mal entendidos até aqui.

Pra quem é tão nerd quanto os personagens dessa série, esse jogo Guerreiros Místicos de Ka-ah não existe, né? Procurei no google e não encontrei referências em português. Vocês sabem dizer se é ficcional mesmo? Porque fiquei com a maior vontade de jogar!

E pra quem já está ansioso pela próxima semana, fiquem com um pedacinho de The Cornhusker Vortex:





3 comentários:

Daniel Herrera disse...

Não gosto desses posts comentando os episódios das séries. Eles enchem o meu leitor de RSS com séries que nem sempre eu gosto. Prefiro ler sobre séries novas, filmes e tals, mesmo que diminuam a quantidade de posts. Acho a idéia de comentar os episódios legal quando é um episódio especial, polêmico ou muito aguardado.

Enfim, é uma crítica construtiva. Como bom rato do Telacast que eu sou, não vou deixar de ler o blog por isso, acho que vcs tem que avaliar esse comentario e considerá-lo ou não. rs =)

o/

Myrianna Coeli disse...

É bem pertinente esse comentário, com certeza. Até mesmo a gente prefere fazer textos mais gerais, mas é que uma parte dos leitores curte comentar episódios então fizemos alguns. Mas, acho que sua ideia de focar em episódios especiais é mais legal! Vamos seguir nessa linha, até porque não temos condições de escrever sobre todos os episódios de tantas séries, hehehehe.

Continue "ratoando" por aqui! kkkk

bjks

Myri

Anônimo disse...

Só lembrando q se vc assistio o ebisodio legendado, o termo gostosa, é uma palvra escolhida pelo legendador, ele tmb poderia usar bonita, linda, bem evoluida físicamente e etc...porem ao contrario, desconcidere o argumento.

 
Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul .