Vício de férias.


Eu nunca tinha prestado muita atenção ao seriado Battlestar Galactica, sempre ouvi falar bem, mas como nunca tinha conhecido alguém que gostasse, ou me animado com o fato de ser uma série de ficcção científica, e portanto cheia de efeitos especiais, e portanto uma grande candidata a ser uma Smallville do espaço, com os efeitos mais trashs e toscos só perdendo pra nossa pérola da televisão brasileira, Mutantes; eu nunca fui atrás de acompanhar o seriado.


Mas essa semana, ao visitar a casa de mais uma prima que eu não via há tempos e que casou no início desse ano, estava fuçando na coleção de dvds copiados dela e do marido (sem mentira, tem uns 150 dvds que eles alugaram e fizeram cópia, todos juntos naquelas caixinhas de dvds, sem capa ou fotinha, apenas o nome dos filmes e séries, muito sem graça mas muito prático) e achei os dvds da primeira temporada de Batlestar, emprestei na hora.


Resultado: o seriado é brilhante e viciante. Na verdade, a ABC fez primeiro um especial de 3 horas de duração em 2003 pra ver se vingava e se os fãs iriam se agradar o suficiente pra série se transformar num sucesso. Na verdade a série já tinha sido bem sucedida, nos anos 70 foi criada a primeira versão, que apesar de bem feita não passou de uma temporada porque os cenários eram muito caros e os efeitos também. Depois rolou uma continuação nos anos 80, que até vingou mas não era tão bem feita assim, e a história acontecia anos depois da primeira. Mas em 2004 o seriado veio com força e ganhou credibilidade suficiente pra continuar.


A premissa é simples, os humanos vivem em um planeta chamado Kobol, com 12 colônias habitadas, e com robôs chamados Cylons (ou Cilônios, como designou a TNT em sua dublagem péssima e que acabou ficando na legenda também) que auxiliavam os humanos e se rebelaram por terem ficado mais inteligentes que nós. Aí rola toda uma guerra, e os humanos mandam os Cylons prum outro planeta, mas eles melhoram sua tecnologia, adquirem aparência humana e voltam pra destruir geral. Nisso, a Galactica, uma das naves imensas de guerra, se salva e com mais 50.000 humanos que também sobreviveram ao ataque, partem do sistema solar de Kobol em busca da lendária 13ª colônia humana conhecida como Terra. E os Cylons, claro, atrás de todo mundo.


Legal né? Mas a série não só é legal como é bem escrita, tem conflitos interessantíssimos como a relação conflituosa da presidente dos humanos, com o comandante da Galactica, porque afinal de contas, numa situação dessas quem deve ter mais poder, o cara que tem as armas pra defender todo mundo, ou a representante diplomática de uma raça quase extinta? Tem também a ameaça de Cylons infiltrados no meio dos humanos já que aparência deles agora é igual a nossa. Deixando um clima meio 24 horas no ar. A série é muito legal e tem uma abertura pra tratar sobre temas muitos profundos sob uma ótica diferente mas não menos palpável do que os conflitos mais "reais" de séries que não se passam no espaço. Sem falar que os efeitos, apesar de não serem fantásticos, porque afinal de contas, é uma série semanal, são muito bons, e as lutas entre naves sempre fica bem produzida fazendo a gente sofrer com tantas explosões e tal. Aquele clima de Star Wars que quem gosta dos filmes, com certeza vai gostar de Battlestar.


Vale a pena assistir. A série está atualmente na quarta temporada, que teve sua primeira parte exibida no final de 2007 e início de 2008, e a segunda parte, que também vai finalizar a série, vai ser transmitida só próximo ano. Então, dá tempo de todo mundo baixar o seriado e acompanhar tudo até o próximo ano.

2 comentários:

Taty Macoli disse...

tava na mesma situação que vc... Sempre quis ver, mas me faltava coragem... Pq não conhecia a opinião de alguém confiável. Quem eu sei q gosta é a "C.C", mas perdi a fé nela. rsrsrsrsr

Taty =D

Telacast disse...

Olha que eu também tinha a maior vontade de assistir, mas tinha medo de ser tosco. Eu adoro ficção científica, coisa de nerd, eu sei, mas eu gosto, fazer o quê?
Pois bem, faz mais de um mês que assisti o especial e fiquei entusiasmada, porém, vida de professora, acabou não dando tempo de ver mais nada. Mas, nessas férias vou tirar um tempinho e baixar alguns episódios pra assistir.

bjs

Myrianna

 
Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul .